Entrevista com o Cracker que invadiu o Computador da NASA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entrevista com o Cracker que invadiu o Computador da NASA

Mensagem  veronmaiden em Sex Set 03, 2010 10:39 pm




O hacker britânico Gary McKinnon, 36 anos, será extraditado aos Estados Unidos por ter acessado os computadores do Pentágono e da Nasa. Se for considerado culpado, sua pena pode chegar a 70 anos de prisão mais multas em torno de US$ 1,75 milhão.

Seu crime? Baixar documentos confidenciais, instalar um programa que tornou “inoperante” o distrito militar de Washington, destruir 1,3 mil contas informatizadas e se apropriar de 950 senhas.

Sua motivação? Procurar dados que pudessem provar a existência dos OVNIs (objetos voadores não-identificados).

Essa foi a notícia divulgada nos sites brasileiros em 2005. Agora, a pergunta “Será que ele achou o que procurava?” não foi feita em nenhum momento. Até agora. Numa entrevista reveladora à Spencer Kelly, publicada pela revista Wired e pela BBC, Gary fala do que achou por lá:

Kelly: Qual foi a sua motivação?

McKinnon: Eu estava em busca de tecnologias escondidas, jocosamente referidas como tecnologias alienígenas. Enquanto países são invadidos por causa de petróleo e velhos pensionistas sequer podem pagar suas contas de combustível, governos secretos sentam em cima de tecnologias como a energia-livre (também conhecida como Energia Ponto Zero).

Kelly: Você achou algo na sua busca por evidências de OVNIs?

McKinnon: Certamente que sim. Há o chamado The Disclosure Project. É um livro com testemunhos de 400 pessoas das mais diversas, de controladores de tráfego aéreo civil e militar à responsáveis por lançamento de mísseis nucleares. São testemunhas muito críveis, e falam que sim, há energia livre, há antigravidade, e são tecnologias alienígenas em sua origem, e que nós capturamos naves alienígenas e fazemos engenharia reversa nelas.

Kelly: Como o incidente de Roswell em 1947?

McKinnon: Acho que esse foi o primeiro e que houveram outros. Essas testemunhas nos deram sólidas evidências.

Kelly: Que tipo de evidências?

McKinnon: Uma expert em fotografia da NASA disse que havia um prédio de Nº 8 no Johnson Space Center, onde eles regularmente apagam digitalmente OVNIs das imagens de alta-resolução dos satélites. Eu invadi a NASA e pude acessar esse departamento. Eles tinham enormes imagens em alta-resolução nos seus arquivos. Minha conexão de 56k (isso foi há anos) era muito lenta pra baixar essas imagens. Enquanto tentava, eu tinha acesso remoto ao computador deles e, ajustando minha tela pra cores em 4-bit e baixa resolução, consegui ver brevemente uma dessas imagens. Era um objeto em forma de cigarro, prateado, com domos geodésicos em cima, embaixo, nos lados e nas duas pontas. Estava flutuando no espaço, com a Terra abaixo dele. Não havia soldas visíveis nem parafusos. Nao havia referência quanto ao tamanho do objeto e a foto foi tirada provavelmente por um satélite. Esse objeto não parecia feito por humanos ou com qualquer coisa que tenhamos criado.

Kelly: Não podia ser a obra de um artista?

McKinnon: Não sei… pra mim, foi mais do que uma coincidência. Essa mulher disse: “Isso é o que acontece, neste prédio, neste Space Centre”. Eu fui nesse exato lugar e vi exatamente o que ela disse!

Kelly: Você tem uma cópia disso?

McKinnon: Não. O visualizador funciona quadro a quadro. É uma aplicação Java, então nada é salvo na sua máquina, ou se é, é apenas um quadro.

Kelly: Então você tem esse quadro?

McKinnon: Não. Eu fui descoberto e desconectado, então perdi a imagem. Mas também consegui planilhas de Excel. Uma era intitulada “Non-Terrestrial Officers”. Ela continua nomes e postos de pessoas da Força Aérea dos EUA que não são registradas em mais nenhum lugar. Também continha informações sobre transferências de navios para navios, mas eu nunca vi o nome desses navios em nenhum outro lugar.

Kelly:Não poderia ser um tipo de jogo de estratégia militar ou o desenvolvimento de situações hipotéticas?

McKinnon: Os militares querem ter domínio do espaço. O que achei poderia ser um jogo… é difícil dizer com certeza.

Kelly: Alguns dizem que sua motivação sobre UFOs é uma distração para mascarar atividades nefastas.

McKinnon: Eu estava procurando por essas informações antes e depois de onze de setembro. Se eu quisesse distrair alguém, não escolheria a ufologia, já que ela me expõe ao ridículo.

veronmaiden

Mensagens : 70
Data de inscrição : 02/08/2009

Ver perfil do usuário http://www.insecuritynet.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum